ADOLESCENTE DE 14 ANOS CRIA PERFIL EM REDE SOCIAL PARA ANUNCIAR MASSACRE EM ESCOLA DE MACEIÓ/AL; ESTUDANTE AFIRMA QUE SOFRIA BULLYING (GN – POLÍCIA)

Publicidade

 ADOLESCENTE DE 14 ANOS CRIA PERFIL EM REDE SOCIAL PARA ANUNCIAR MASSACRE EM ESCOLA DE MACEIÓ/AL; ESTUDANTE AFIRMA QUE SOFRIA BULLYING (GN - POLÍCIA)

Reprodução



Na noite da última sexta-feira (21), um adolescente de 14 anos confessou aos policiais civis da Seção de Crimes Cibernéticos que criou um perfil nas redes sociais para fazer ameaças de massacre no Colégio Santa Tereza, no bairro do Vergel do Lago, em Maceió (AL).



De acordo com informações fornecidas pelo delegado da Seção de Crimes Cibernéticos, Sidney Tenório, o jovem, que é aluno da escola, falou sobre o crime quando os agentes que foram à residência dele. O estudante explicou aos policiais que foi vítima de bullying e não queria participar de um evento na instituição neste fim de semana, por esse motivo criou um perfil no Instagram para fazer as ameaças.

Os policiais dialogaram com a mãe do rapaz e apreenderam o aparelho celular dele.


“Os policiais civis foram até a casa dele, onde ele confessou que havia criado a página porque não queria participar de um evento de inglês que a escola iria realizar neste fim de semana, além de admitir que sofre bullying por parte de outros estudantes. Na segunda-feira, faremos a notificação para que a Delegacia da Criança e do Adolescente instaure o procedimento cabível”, afirmou o delegado.
Publicidade

Deixe um comentário