Um guia definitivo para as melhores estratégias de tratamento para rupturas psicóticas

Publicidade

 

Um guia definitivo para as melhores estratégias de tratamento para rupturas psicóticas

Publicidade

A psicose é uma condição grave que afeta a forma como o cérebro do paciente processa as informações. A psicose pode fazê-los perder o contato com a realidade. Eles podem ouvir, ver e experimentar coisas que não são reais. No entanto, muitas pessoas confundem psicose como doença, quando é mais um sintoma. É causada principalmente por uma doença mental ou física, abuso de substâncias ou estresse extremo ou trauma. Alguns distúrbios psicóticos, como a esquizofrenia, envolvem psicose que geralmente afeta as pessoas pela primeira vez no final da adolescência e nos adultos jovens. Muitas estatísticas mostram que os jovens são mais propensos a sofrer de psicose do que os idosos. A razão para isso ainda é um mistério. Antes do primeiro episódio de psicose (FEP), o paciente deve agir ou pensar de forma diferente. Isso é conhecido como período prodrômico e pode durar um intervalo de tempo variável – pode durar dias,

Às vezes, a psicose pode ser muito perigosa. O paciente pode perder o contato com a realidade e isso pode colocar ele e outras pessoas em perigo. Às vezes, a psicose age por conta própria, sem doenças subjacentes, como esquizofrenia ou transtorno bipolar. Isso é particularmente conhecido como psicose secundária. Existem muitas estratégias de tratamento do surto psicótico para controlar o sintoma e viver uma vida melhor e mais saudável.

Sintomas de psicose

A psicose não começa de repente. Ele se acumula ao longo do tempo gradualmente e segue um certo padrão.

Quais são os sinais de alerta antes da psicose?

Os sinais de alerta são bastante sutis. Às vezes, eles são negligenciados e, em seguida, tratamentos adequados e oportunos não são dados para controlar a ação. Alguns dos sinais são os seguintes.
Sem emoções em tudo. 
Deterioração no setor acadêmico ou profissional. 
Emoções mais fortes às vezes. 
Dificuldade em pensar ou se concentrar. 
adequadamente. 
Passar mais tempo sozinho do que o habitual. 
Desconforto em torno dos outros. 
Falta de autocuidado ou higiene.

Quais são os sinais de psicose precoce?


Estes são os sinais para a manifestação precoce da psicose:

Não ser capaz de pensar com clareza e prestar.
 atenção. 
Ouvir, ver e provar coisas que os outros não Sem autocuidado. 
Afastando-se da família e dos amigos

Quais são os sintomas de um episódio psicótico?

Durante um episódio psicótico, ocorrem os seguintes sintomas.

Alucinações

Alucinações auditivas: ouvir sons quando ninguém está por perto
Alucinações visuais: ver coisas que não existem ou parecem erradas 
Alucinação tátil: sensações ou sentimentos inexplicáveis ​​e estranhos

Delírios

Forças externas que não estão no controle dos sentimentos e ações do paciente
Pequenos comentários e eventos que têm um significado enorme
Coisas que não se alinham com a cultura e não fazem sentido para os outros

Causas da psicose

Enquanto profissionais médicos e cientistas ainda estão desvendando os mistérios da psicose e suas causas, eles ainda identificaram os fatores de risco. Alguns deles são os seguintes.

Genética

Embora algumas pessoas possam ter genes que podem aumentar os fatores de risco, ainda não é uma confirmação absoluta de que elas terão psicose.

Trauma

O trauma também pode ser uma causa subjacente da psicose. A morte de um ente querido, uma agressão sexual ou uma guerra – tudo pode ser motivo de psicose.

Lesões e Doenças

Estes incluem lesões cerebrais traumáticas, tumores cerebrais, derrames, doença de Parkinson, doença de Alzheimer, demência e HIV.

Drogas

Drogas como maconha, LSD e anfetaminas , juntamente com álcool, podem desencadear psicose. Drogas como cannabis (maconha), cocaína e anfetaminas podem alterar a atividade cerebral das formas mais dramáticas possíveis. Mais de 25% das pessoas com psicose induzida por anfetaminas desenvolvem outros transtornos psicóticos mais tarde. Além disso, os medicamentos usados ​​para tratar doenças mentais também podem levar a problemas. Se um paciente toma antipsicóticos como clorpromazina, flufenazina, haloperidol, perfenazina, entre outros, há muitos meses ou anos, ele tende a desenvolver um distúrbio do movimento chamado discinesia tardia . No entanto, se o paciente interromper a medicação, eles podem desenvolver psicose de supersensibilidade. Profissionais médicos têm uma teoria para isso – o sintoma é resultado de substâncias químicas cerebrais alteradas.

Diagnóstico


A psicose, se não tratada adequadamente, pode se tornar muito séria e difícil de controlar. Portanto, o paciente deve ir a um psicólogo ou assistente social. Muitos centros de tratamento analisam esses sintomas e estudam as condições relacionadas a eles. Na maioria das vezes, eles diagnosticam doenças mentais depois de descartar as outras opções.

Se você acha que seu surto psicótico pode ter sido causado pelo abuso de álcool, procure ajuda imediatamente. Comece descobrindo o que é a reabilitação de álcool e, em seguida, tome as decisões necessárias para colocar sua vida de volta nos trilhos.

Tratamento para psicose


É importante obter tratamento o mais rápido possível, provavelmente após o primeiro episódio de psicose. Isso evita que os sintomas afetem seus relacionamentos, trabalho e escola. Com tratamento adequado e oportuno, eles também seriam capazes de evitar mais problemas no futuro.

A psicose pode ser curada com uma combinação da quantidade certa de medicamentos, terapia com serviços sociais e apoio profissional e acadêmico.

Psicoterapia

Algumas das formas de psicoterapia incluem:


Terapia cognitivo-comportamental (TCC): Ressalta a importância dos medicamentos antipsicóticos e a adesão aos tratamentos.

Psicoterapia de apoio: ensina maneiras saudáveis ​​de pensar e como lidar com a psicose no dia-a-dia.

Terapia de aprimoramento cognitivo (CET): usa exercícios de computador e trabalho em grupo para ajudar o paciente a entender e pensar melhor.

Psicoeducação e apoio familiar: Envolve maneiras de gerenciar os sintomas com amor e apoio dos entes queridos.

Cuidados de especialidade coordenados (CSC): É uma abordagem centrada em equipe para tratar a psicose com a ajuda de medicamentos, psicoterapia, trabalho e apoio educacional.

Tomada Final

Com o suporte adequado, a psicose pode ser tratada adequadamente para que os pacientes vivam suas vidas de maneira controlada e saudável.
Publicidade

Deixe um comentário